Mochilas: tamanho, peso, modelo e posicionamento ideais

Um acessório extremamente importante durante praticamente toda a vida de uma pessoa, a mochila, acompanha desde os primeiros anos da infância, adolescência e depois de adulto.

O principal erro é utilizar a mochila em apenas um dos ombros. Fazendo isso você está estimulando a formação de uma escoliose em sua coluna vertebral, e claro, isso vale para bolsas, bolsinhas e qualquer outro objeto carregado em apenas um dos ombros.

Mas então qual o melhor modelo de mochilas?
As mochilas mais recomendadas são aquelas de rodinhas, também tomando cuidado para não ficar com o tronco inclinado, ou seja, a alça que puxa a mochila tem que ser suficientemente alta para ser arrastada com o tronco totalmente ereto.

Se optar pelos modelos de alças, certifique-se que possuem acabamento almofadado para os ombros e cinta abdominal, a cinta ajuda a distribuir melhor a carga por toda as costas. E importante, nesse modelo, o peso máximo da mochila não deve ultrapassar 10% do peso da criança. Isso quer dizer, se em determinado dia se houver a necessidade de carregar mais livros prefira os modelos com rodinhas.

Outra dúvida é sempre ao posicionamento da mochila nas costas, ela deve ficar na coluna torácica, ou seja, logo abaixo do pescoço e não deve se apoiar na região lombar. A mochila muito alta, sobrecarregará a coluna cervical provocando dores no pescoço e possivelmente na cabeça e a mochila muito baixa sobrecarregará a região da coluna lombar. E obviamente as alças devem ser simétricas, qualquer assimetria no tamanho das alças sobrecarregará mais um lado do que o outro estimulando a produção de uma escoliose.

Abraços! Dr Fabiano Fonseca Fisioterapeuta em Indaiatuba

0

Enviar um Comentário